• PRATELEIRA SOLIDARIA EM FRENTE A TCA
    QUEM PRECISAR PODE RETIRAR
  • QUEM PUDER PODE FAZER DOA√á√ēES OBRIGADO
    O MOMENTO √Č DIFICIL
  • MAS CONFIAMOS NA PROVID√äNCIA
    DE DEUS TENHAM F√Č.
  • ESTAMOS ATENDENDO COM AGENDAMENTO
    watsap 17 98136 2938
TCA Serviços
A TCA Mirassol atua na região desde 2005, atendendo a todo o noroeste paulista no ramo de equipamentos para pintura eletrostática, cabinas, estufas e tratamento de superfície. Além disso, oferece aos seus mais de 350 clientes assistência técnica interna e externa realizada por técnicos capacitados.

A TCA Mirassol atua na região desde 2005, atendendo a todo Noroeste Paulista à divisa do Mato Grosso, Paraná, Minas Gerais e Goiás, como revenda de peças para reposição, tais como, filtros para cabina e acessórios para as pistolas de pintura, consultoria de processos, venda e projeto de sistemas para pintura, dentre eles cabinas, estufas, transportadores aéreos e tratamentos de superfície.
Contamos com um setor de assistência técnica interno com técnicos qualificados e credenciados junto ao CFT (Conselho Federal de Técnicos) totalmente aparelhados para atender a necessidade de nossos clientes.
Também oferecemos assistência técnica realizada na planta do cliente, para isto contamos com um carro oficina, totalmente equipados com as peças mais utilizadas.

Possuímos um setor de venda de peças, com pessoal qualificado a orientar o cliente na identificação das peças através de nosso site, só trabalhamos com peças originais, mantendo parceria com os principais fabricantes de equipamentos nacionais. Ainda fazemos a nacionalização das peças dos equipamentos importados.
Contamos ainda com um show room para demonstração e treinamentos, que podem ser executados em nossas dependências ou na empresa do cliente.
Atualmente atendemos a mais de 350 empresas parceiras.

Venha ser nosso parceiro.
TCA  “T”√©cnica  “C”ompromisso  “A”mizade.

Conceitos de pintura eletrostática a pó

A tinta em pó um dos mais modernos e avançados sistemas de revestimentos para peças que necessitam alta proteção e alto nível de acabamento, tanto para fins decorativos quanto para funcionais.

A tinta em p√≥, na forma de apresenta√ß√£o atual, √© o resultado de v√°rias d√©cadas de pesquisa de diversos setores da ind√ļstria. Cujo objetivo foi obter um produto confi√°vel e de f√°cil manipula√ß√£o, com alto rendimento, baixa agressividade ao meio ambiente e ao ser humano; bem como, um custo bastante atraente considerando-se a realidade de mercado.

Apesar de seu uso requerer instala√ß√Ķes espec√≠ficas, seus efeitos poluidores s√£o desprez√≠veis, al√©m do que sua armazenagem √© bastante simples.

Histórico e Evolução

As tintas em pó termoconvertíveis apareceram nos Estados Unidos no final da década de 1950. Eram produtos relativamente simples, constituídos por mistura seca de resina epoxídica sólida, pigmentos e endurecedores. A aplicação desse tipo de tinta era feita através do processo de imersão da superfície em um leito fluidizado.

Devido √† heterogeneidade deste tipo de tinta, ocorria uma separa√ß√£o de seus componentes durante a aplica√ß√£o, a qual levava a uma inconst√Ęncia do revestimento. Devido a essa inconst√Ęncia as tintas em p√≥ da √©poca eram consideradas inadequadas para efeitos decorativos (acabamento p√©ssimo), sendo apenas utilizadas como isolantes el√©tricos ou para revestimentos anticorrosivos, pois a espessura obtida era acima de 200 micra.

No início da década de 1960 a Shell efetuou importantes desenvolvimentos que constituíram a base sólida para que os revestimentos em pó atingissem o nível de qualidade que atualmente conhecemos. A continuidade dos desenvolvimentos da Shell resultaram, em 1964, na introdução da método de extrusão, que ainda hoje é responsável pela totalidade da produção das tintas em pó.

A aplicação de tintas em pó por pistola eletrostática foi introduzida em 1962/1963 pela Ransburg (EUA) e Sames/Gema (Europa). O contínuo aperfeiçoamento desse tipo de equipamento resultou nos modelos hoje disponíveis no mercado, que se destacam pela: leveza, facilidade de operação e manuseio (não há a necessidade de mão de obra especializada); bem como pela possibilidade de automação.

Até meados da década de 1970 os sistemas epoxídicos eram os predominantes e responsáveis por mais de 90 % do total de tinta em pó. Nesta época surgiram outros sistemas:

Híbrido (epóxi-poliéster) Poliéster Acrílico Poliuretano, etc Simultaneamente tiveram início os desenvolvimentos que tinham por objetivo os específicos, os quais demandavam tecnologias específicas (revestimento em pó para oleodutos, revestimentos do tipo sanitário para aplicação no interior de tambores para acondicionamento de sucos cítricos, etc.).

Os equipamentos e m√©todos de aplica√ß√£o tamb√©m evolu√≠ram de forma vertiginosa. A aplica√ß√£o por pistola manual deu lugar √† aplica√ß√£o com pistola automatizada em instala√ß√Ķes que permitem o reaproveitamento do p√≥ n√£o aderido √† pe√ßa (overspray), fazendo com que n√£o haja perda de material. Atualmente, mesmo as aplica√ß√Ķes por pistola manual proporcionam um aproveitamento de 98% da tinta, se levarmos em considera√ß√£o o reaproveitamento do p√≥ n√£o aderido.

TCA MIRASSOL

Av. Dr. Elieser Magalh√£es, 3824 - Jd. Alvorada 15137-112 - Mirassol-SP - contato@tcamirassol.com.br - PABX (17) 32431882 | (17) 32431885
Whatsapp: (17) 981362938 | Skype: tcamirassol
desenvolvimento: StudioA Design & Web